Você está aqui: Capa » Escola » Assembleia escolar, aberta a temporada!

Assembleia escolar, aberta a temporada!

Por Ana Luiza Cremoneze – professora polivalente do 6º ano

Após o ambiente familiar, a escola é o local ideal para as crianças exercitarem o senso coletivo. Os alunos começam a conviver em outro grupo social e aprendem a compartilhar ideias, construir valores e exercitar uma postura cidadã. Fazendo um recorte na rotina dos alunos do Fun.2, o momento da assembleia é um excelente espaço para esse exercício, tal qual coloca o sociólogo Karl Mannheim: “O que se faz agora com as crianças é o que elas farão depois com a sociedade. ”

Iniciamos as assembleias deste ano com Atas repletas de críticas, felicitações e sugestões a serem discutidas. As crianças estavam ansiosas para se fazerem voz, tanto que uma aula foi pouco para tantas demandas. Cada ano que passa se percebe a construção de argumentações mais bem pautadas e coerentes. Com o amadurecimento, cresce nos alunos, a coerência do que buscam e a forma como pleiteiam.

Para a turma do 6º ano a assembleia serviu para que refletissem e entendessem algumas atitudes dos adultos. Em meio as discussões os alunos falaram muito de se sentirem “vigiados” por funcionários na hora do intervalo, porém perceberam que o mesmo funcionário criticado por “vigiar”, foi felicitado por resolver um grande problema com o lanche de um aluno novo; perceberam que há situações que incomodam, mas outras que auxiliam na convivência com os demais alunos de outras salas.

As discussões do 7º ano se pautaram além das cobranças, o que o grupo buscava eram soluções e modificações do espaço escolar para melhor aproveitamento das aulas, como por exemplo: os lugares definidos pelo sociograma, o colega que falta em demasia e atrapalha o andamento dos trabalhos em grupo… Foram colocações maduras e legítimas: “o aluno falta e quando vem para a escola a gente tem que ficar explicando a matéria. O problema não é a gente explicar, mas ele dizer que não veio na aula porque estava com tosse. Como assim, faltar porque estava tossindo?!”. Durante as assembleias as intervenções sempre são necessárias, porém se percebe que as argumentações se tornam mais legítimas e os alunos conseguem muitas vezes encontrar soluções com pouca intervenção do mediador, nesse caso, a professora.

Semana que vem chega a vez do 8º ano, os mais experientes em se tratando deste tipo de atividade. Os alunos percebendo a funcionalidade deste instrumento, e a solução dos problemas do dia-a-dia através de assembleias, entendem a seriedade do documento e a efetiva mudança que se dá através dele. Cresce o comprometimento e o desejo de expor ideias e participar efetivamente das mudanças do lugar que ocupam. Um baita exercício de cidadania!

IMG-20160311-WA0015

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top